controle de pragas na zona sul tem o melhor preço pra você , nada pior do que você chegar em casa e saber que sua casa esta dominada por baratas e insetos e mesmo por questões de higienização . Devido a época de chuva são paulo e tomada por enchentes ocasionando transtornos para os moradores nas conseguem cias que a agua abaixa se torna foco ideal para ratos invadir as casas em todo são paulo rato alem de ser um animal nojento transmite varias doenças como leptos mitose e entre outras doenças e você ainda corre o risco de quando estar dormindo ser mordido por um rato , ou ele passar em um alimento seu ou ate urinar neste alimento . Devido a do verão


14877795_771819022957201_135863248_ncomeça a ter infestações de mosquito da dengue ocasionando um caus em são paulo por isso é fundamental as pessoas fazer dedetização em 3 em 3 meses para que sua residencia fique livrochada e desse tipos de insetos tanto baratas , formigas , lemas , escorpiões , aralhas , abelhas e maribondos sim insetos pequenos mais que trazem um grande caus tanto que a abelha pode ate matar com uma dedetização você pode imunizar. A Universidade de são paulo fez vários estudos sobre baratas tanto que ate descobriram que tem um tipo de barata que possuem o mesmo veneno de escorpiões , a dedetizadora na zona oeste jaezsta preparada para combater este tipo de barata na zoan sul regiões . As formigas em si pequenas são mais controle de pragas na zona sul


14874885_772920256180411_1615911797_ncontrole de pragas  em bar na zona sul controle de pragas na escola na zona sul controle de pragas empresa na zona sul  controle de pragas em condomínio na zona sul empresa na zona sul  controle de pombo em condomínio em zona sul controle de escorpiões na zona sul controle  de Aranhas na zona sul controle  de mosquitos na zona sul controle de pernilongos na zona sul controle  de Abelhas na  zona sul  decontrole de Maribondo


o na zona norte controle de pragas de Escola na zona sul controle de pragas de pizzarias na zona sul dedetização de consultório dentário zona sul controle pragas de salão de cabeleireiro na zona sul controle de pragas  de  condomínio na zona sul dedetização de veículo na zona oeste dedetização de  carros na zona sul dedetização de carinhos de

14813612_771354333003670_32901944_nmilhos na zona sul dedetização de residencial  zona sul dedetização de padaria  na zona sul dedetização de mercado na zona sul dedetização de trelê na zona sul  dedetização  foça na zona sul dedetização de forros na zona oeste dedetização de forros de madeira na zona oeste dedetização de móvel na zona oeste dedetização de casa na zona  sul controle de pragas na zona sul controle de pragas urbanas na zona sul  controle de pombo na zona sul contro de pombo urbano na zona sul contro de pombo no forro na zona sulcontrole de pombo em condomínio na zona oeste controle de pombo com parreira física na zona oeste controle de cupim de solo na zona sul controle de cupim de madeira seca na zona sul  descupinizadora de cupim de madeira


14794138_770185983120505_224784158_nna zona suldescupinizadora de cupim de solo na zona sul descupinização de cupim de solo zona sul descupinização de cupim  madeira seca na zona suldesratizadora na zona sul desratizadora de ratos na zona sul desratizadora de camundongos   na zona sul desratizadora de ratazana na zona sul desratização de rato na zona sul desratização de ratos de telhados na zona sul  limpeza de caixa de água na zona sul  higienização de caixa


As técnicas de desinsetização (controle de insetos em áreas urbanas) são várias e, a escolha da técnica deve levar em consideração principalmente os locais ou instalações a serem desinsetizadas, a atividade que é realizada nessas instalações e o nível de infestação das pragas urbanas, nesse ponto deve-se ainda ter pleno conhecimento da espécie ou espécies que infestam o ambiente, sua biologia e comportamento. uma vez verificado essas variáveis, se faz a escolha da técnica e do inseticida, ou seja grupo químico, principio ativo e principalmente a formulação do inseticida. O controle de cupins de madeira seca ou subterrâneos é chamada de Descupinização e envolve outras técnicas (especificas) para o controle de insetos xilófagos (que comem madeira). As técnicas de controle são bem diferentes para os cupins em geral e para as brocas de madeira se comparadas com o controle de insetos como baratas, moscas, formigas, traças, etc., assim como para as pragas de grãos armazenados, que são insetos cujo desenvolvimento ocorrem em alimentos como farinhas, arroz, feijão, milho, chocolate ou seja alimentos armazenados. Para esse o controle populacional desses insetos são utilizadas outras técnicas diferentes das de controle de cupins e brocas e dos insetos como baratas, moscas, formigas, traças entre outros. Dessa forma pode-se avaliar que para usar as técnicas de controle de pragas é necessário conhecimento da biologia e comportamento das pragas, conhecer os grupos químicos, moléculas e formulações de inseticidas, saber avaliar a infestação e locais de tratamento e ter conhecer a legislação, pois cada setor da indústria, comércio, hospitais, moradias, clubes, aeronaves, ônibus, etc. tem exigências específicas a serem cumpridas.

O inseticida deve ser diluído em água de acordo com as informações do fabricante. Geralmente os inseticidas são classificados como “de pronto uso” ou “para uso exclusivo por empresas especializadas. Os de pronto uso destinam-se a serem adquiridos no comércio de varejo e utilizado em residências, e geralmente não deixam resíduos químicos. Já os inseticidas para uso exclusivo só podem ser comprados e manipulados por pessoas treinadas. No Brasil, empresas de controle de vetores e pragas urbanas devem ter em seu quadro de funcionários um responsável técnico. Os aplicadores são pessoas aptas a trabalhar com esses produtos domissanitários sob supervisão do responsável técnico. Além disso as empresas especializadas devem renovar o ALV.

As técnicas de aplicação:

  • Pulverização – É a mais antiga e a mais comum das técnicas de aplicação. Usando um pulverizador o inseticida é diluído em água (no tanque do pulverizador)e depois de fechado é feito o bombeamento através de uma alavanca manual que pressuriza o líquido, apertando-se o gatilho da lança a calda inseticida sai através de um bico dosador e pode ser aplicada nas superfícies ou nos locais de infestação. Essa técnica permite a aplicação de inseticidas líquidos, formulados em concentrado emulsionável, suspensão concentrada, micro-encapsulado e pó molhável.
  • Atomização – É quando usa-se um atomizador com motor à gasolina de dois tempos ou motor elétrico. O motor faz girar uma ventoinha que gera um turbilhão de “vento” num duto e na saída desse é liberado a calda inseticida que devido a força do “vento” vindo pelo duto “quebra” a calda inseticida em partículas finas ou seja atomizadas. A vazão é controlada com um registro com quatro níveis de abertura. Essa técnica também permite a aplicação de inseticidas líquidos, formulados em concentrado emulsionável, suspensão concentrada, micro-encapsulado e pó molhável.
  • Polvilhamento – Usando-se uma polvilhadeira pode-se aplicar o inseticida formulado em pó seco em frestas, dutos de esgoto, etc.
  • Aplicação de gel – Essa técnica é exclusiva da formulação de inseticida em gel, que pode ser aplicado através de uma pistola aplicadora cuja regulagem é feita para que o gel saia em forma de gotas. Alguns inseticidas nessa formulação é envasado em seringas com a mesma finalidade de aplicação. Os inseticidas formulados em gel podem são distintos ou seja existem o gel para controle de baratas e o gel para o controle de formigas.

Efeito dos inseticidas:

  • Desalojante – Provoca a saída do inseto de seu esconderijo. Essa característica vai depender do grupo químico e da molécula do princípio ativo do inseticida. Geralmente os inseticidas líquidos formulados em concentrado emulsionável causam esse efeito desalojante.
  • Choque – Elimina instantaneamente o inseto. Essa característica é importante quando não se deseja que insetos saiam perambulando pelo ambiente depois da aplicação. A molécula Diclorvós ou DDVP foi muito utilizada pois tinha um efeito knock-dow muito evidente e em cerca de um minuto fulminava os insetos. Hoje existem outras moléculas que causam esse efeito porém são um pouco mais lentas a vantagem é que essas moléculas pertencem a grupos químicos menos tóxicos ao homem, animais domésticos e ao meio ambiente.
  • Residual – Garante ação inseticida por longo tempo. Essa característica vem sendo questionada e hoje não existem muitos inseticidas para uso urbano que deixem um longo tempo de residual no ambiente tratado pois, com as questões ambientais em evidência no mundo todo não é mais aceitável que um inseticida permaneça por longos períodos no ambiente como era a principal característica do grupo químico dos organoclorados (DDT), hoje proibidos.

 


bye-cupim-system-cupim-subterraneo-solo-concreto-1os cupins vivem em nilnhos que podem ser construídos dentro de raízes, sob ou sobre troncos, no solo (sob a terra ou aforado acima dela na forma de montículos) e, também, em construções, como paredes, rodapés, batentes de portas e caixas de força.



baratas podem viver no ambiente aquático, desértico, silvestre e doméstico. Em relação às espécies sinantrópicas images (48)(domésticas), elas costumam abrigar-se em frestas e locais quentes, úmidos e próximos a alimentos como redes de esgoto, porões, armários e gavetas, cozinha e dispensa de alimentos. São insetos residencialistas, já que geralmente saem forragear a procura de comida e retornam para o mesmo local. De modo geral, possuem hábitos noturnos e são lucífugas, ou seja, durante o dia vivem escondidas em recantos escuros.


formiga1As formigas vivem em colônias e são consideradas resistentes, pois conseguem habitar praticamente todos os ambientes terrestres. Sua exceção se dá nos pólos do planeta, onde não existe ocorrência de tais insetos. Existem formigas de diferentes espécies, cores e tamanhos e também com diferentes preferências alimentares, o que determina sua vida e o local onde vão habitar e construir seus ninhos e, também o grau em que podem ou não ser prejudiciais ao homem.


DEDETIZADORA NA VILA MARIA (11)3921-8778 ORÇAMENTO GRÁTIS

em seu ambiente natural, os pombos podem viver em média até 15 anos, porém nas cidades vivem em média de 3 a 5

anos apenas. Isso ocorre pelo fato de sua alimentação nas cidades ser composta por restos encontrados em lixos e/ou farelos de comidas processadas pelo homem, tais como pães e biscoitos, produtos com composições muito diferentes dos encontrados naturalmente por esses animais.


formiga1moscas são insetos ativos, principalmente durante o dia, e repousam a noite.

Quanto à alimentação, geralmente ingerem fezes, escarros, pus, produtos animais e vegetais em decomposição, açúcar, frutas entre outros. O alimento deve estar na forma líquida ou pastosa para que a mosca possa comê-lo. Para isso ela lança uma substância (saliva) sobre o alimento para dissolvê-lo e assim poder ingeri-lo.


images (53)As pulgas convivem com o ser humano há muito tempo. Um momento especial em que esses insetos estiveram presentes na história da humanidade foi durante a idade média, quando houve surto da peste negra, doença responsável por uma das mais trágicas epidemias que assolaram o mundo ocidental. Conforme alguns pesquisadores, a doença é originária das estepes da Mongólia, onde pulgas hospedeiras da bactéria Yersinia pestis infectaram diversos redores que entraram em contato com zonas de habitação humana. Na Ásia, os animais de transporte e as peças de roupa dos comerciantes serviam de abrigo para as pulgas infectadas. O intercâmbio comercial entre o Ocidente e o Oriente, reavivado a partir do século XII, explica a chegada da doença na Europa.


download (15)escorpiões ou Lacraus são aracnídeos da ordem Scorpiones

que habitam nosso planeta desde o período Siluriano, ou seja, há cerca de 400 milhões de anos. Atualmente, existem ao redor de 1.600 espécies de escorpiões, porém somente 25 delas podem causar acidentes escorpiônicos (envenenamento por picada de escorpião). Isso representa aproximadamente 1,5% da diversidade mundial do grupo, portanto apenas um pequeno número de escorpiões causa prejuízo à saúde